Aconteceu no SINESP
Tools
Typography
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Já são quase três meses de isolamento por conta da pandemia da Covid-19 e o número de pessoas infectadas e mortas todos os dias ainda é assustador. Medidas de relaxamento em estados e cidades e o descaso do governo federal só pioram o problema.

Epidemiologistas alertam que é possível que a humanidade fique anos entrando e saindo de quarentenas por causa de novas ondas de contágioIsso evidencia que criar novas rotinas para tempos de isolamento é imprescindível para lidar com essa nova realidade. A seguir, selecionamos algumas ideias que podem ajudar.


Exercite a escuta afetiva e a governança circular

Estamos vivendo uma oportunidade única de integrar teoria com a prática. Em primeiro lugar, esteja sempre aberto e ouça os demais membros da casa. Escute com atenção o que os outros dizem e tente entender seus sentimentos e necessidades. Sempre é possível se expressar melhor e evitar ruídos na comunicação.

Permita que as crianças e os adolescentes falem livremente. Faça perguntas que ajudem a descobrir o quanto já sabem. Pense na idade da criança e no quanto ela consegue entender. Sempre responda verdadeiramente às perguntas das crianças e adolescentes. Tudo bem não saber as informações. Essa pode ser uma boa oportunidade para descobrirem algo novo juntos.

Tranquilize as crianças conversando sobre como estão protegidas mas também as deixe expressarem seus medos. Fique atento a mudanças de humor ou de comportamento e, quando ficarem inquietas, lance mão de atividades interessantes e divertidas (leia abaixo várias sugestões). Sempre elogie as crianças e os adolescentes pelas iniciativas e comportamentos positivos.

As rotinas planejadas ajudam a reduzir os episódios de conflito. Associe atividades domésticas a conteúdos e conhecimentos. Para envolver os mais pequenos, dá para promover uma gincana ou jogos para incentivar a arrumação. Crie uma rotina diária firme, mas flexível. Crianças e adolescentes podem ajudar a planejar a rotina. Separe um tempo para refletir sobre o dia que passou. Conte uma coisa boa ou engraçada que fizeram. Comemore as realizações.

Estabelecer limites ajuda as crianças a assumirem a responsabilidade pelo que fazem. Para os adolescentes, por exemplo, estar conectado com os amigos é importante, mas é preciso estabelecer um horário pra isso! Estabeleça limites razoáveis e tangíveis. Fale exatamente o que você quer de forma clara e objetiva.

Faça reflexões com sua família para que a casa seja um exemplo de governança diversa, pacifica e sustentável e para que todos colaborem em cooperação pelo bem comum. Exercite a governança circular, compartilhando o poder e as responsabilidades em um clima de alegria e respeito. Reserve um tempo para interagir com cada criança e cada adolescente em particular. Reserve também um tempo para você, seus projetos e aspirações. Escute seu corpo, suas emoções e sua mente. Aprenda a relaxar suas tensões e fazer pausas. Pratique meditação.

Construa uma nova casa

Pequenas atitudes vão transformar sua casa. Comece pelo desapego para ganhar espaço. Faça um inventário e se livre de tudo que não usa mais. Crie novos usos para objetos parados. Troque os móveis de lugar. Com os espaços conquistados, construa cantinhos. Podem ser criados espaços para a leitura, para as artes, quem sabe até um pequeno palco para apresentações e um miniestúdio com mais privacidade para realização de lives, teleconferências ou chamadas.

Dê um upgrade no local de estudos, de trabalho e de lazer. Uma nova cor de parede, um item de decoração descolado ou melhorias na iluminação, vale tudo para tornar o ambiente ainda mais envolvente.

Crie espaços verdes. Até em pequenos apartamentos é possível fazer uma horta, basta que algum ponto receba luz do sol por pelo menos quatro horas por dia. Há opções de hortas em painéis verticais, estantes ou suspensas. Se você mora em casa, valorize as áreas permeáveis.

Envolva os familiares nas atividades e converse com todos sobre os seus aprendizados e mudanças para que a casa fique mais sustentável. Ao separar o lixo, por exemplo, é possível falar de processos industriais de fabricação ou de reciclagem. Se não houver coleta seletiva na sua rua, consulte os postos de recolhimento mais próximos, clicando aqui. Encoraje mais pessoas a fazerem o mesmo contando suas boas práticas nas redes sociais.

Consuma o que for estritamente necessário, evitando desperdício ou resíduos. Não compre nada sem observar características dos produtos como local de produção, composição, informações nutricionais etc. Prefira opções de pequenos produtores.

Acompanhe o consumo de energia e busque identificar novas formas de economizar. Medidas simples podem significar muito no final do mês. Experimente tirar aparelhos da tomada quando não estiverem em uso, usar lâmpadas de LED e comprar eletrodomésticos com alta eficiência energética.

Respire arte

Desperte os artistas em você e nos membros da casa. Crie, pinte, faça artesanato com materiais recicláveis. Organize uma exposição! Promova saraus. Recite uma poesia, cante uma música, exponha trabalhos em varais. Organize um clube de leitura em família. Opte por textos que gerem diálogos construtivos e pacíficos. Dá para convidar os amigos para participar de forma virtual.

Cante músicas e conte histórias para os mais pequenos. Use potes e colheres para criar efeitos sonoros. Monte uma peça de teatro com diálogos curtos. Para bebês, vale teatro de sombras e mímica.

>>> Clique aqui para ver contadores de histórias e se inspirar

Para os maiores, aproveite que museus e galerias estão disponibilizando visita online de seus acervos.

>>> Visite museus sem sair de casa

Promova sessão de cinema com pipoca. Incentive um debate depois.

Utilize os meios de comunicação para manter contato com amigos e familiares distantes, inclusive o bom e velho telefone. Não esqueça das tradicionais cartas que podem ser enviadas para quem não tem acesso a tecnologia.

Resgate as histórias e saberes da família, do seu bairro, da sua cidade, junto aos mais velhos. Receitas de família rendem horas de atividades saborosas com as crianças e companheiro (a). Promova um concurso de receitas!

Faça movimentos corporais diariamente. Dance, cante, pratique exercícios online. Promova uma votação para a trilha sonora dos exercícios e tente envolver toda a família.

Desligue a televisão e os celulares durante as atividades.

Aprendizado sem limites

Faça de sua casa um ambiente de aprendizado constante! Acompanhe e envolva-se nas tarefas de escola, procurando conteúdos relacionados para oferecer outras formas de abordagem.

>>> Veja aqui algumas formas diferentes de abordar conteúdos

Avalie em família as fontes de informações que vocês recebem. Nem tudo que nos chega é educativo! Compartilhe somente o que tem certeza que é informação verdadeira, muito cuidado com as fake news. Evite as mídias sociais que provoquem aflição. Fuja de conflitos nas redes!

Dedique um tempo para aprender e desenvolver novos conhecimentos e habilidades. Observe, por exemplo, o movimento do céu e dos astros pela janela. Procure identificar quantos corpos celestes você consegue enxergar. Se puder, invista em um pequeno telescópio.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar